Mercadão completa 77 anos com reforma na reta final


SEM LEGENDAMercadão completa 77 anos com reforma na reta final

O Mercado Municipal de São José do Rio Preto completa nesta segunda-feira, dia 19, 77 anos. Inaugurado em 19 de julho de 1944, pelo então prefeito Ernani Pires Domingues, no mesmo dia em que se celebra a emancipação política do município. O querido Mercadão é uma das organizações comerciais mais antigas da cidade, sendo sinônimo de tradição, qualidade e amizade.

SEM LEGENDA

O prédio de inspiração Art Déco tombado pelo Comdephact (Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Cultural e Turístico) passa, desde 2020, por reforma, a qual está 86% concluída. O investimento realizado pela Prefeitura de Rio Preto é de R$ 5,6 milhões.

‘Sabíamos que a reforma seria um desafio por conta de complexidades num prédio antigo e tombado, além da decisão dos permissionários em permanecer no local. Felizmente, temos superado dificuldade eventuais e avançado de forma satisfatória’, comenta o secretário de Agricultura e Abastecimento, Pedro Pezzuto, responsável pela administração do Mercadão.

SEM LEGENDA


As etapas finalizadas incluem: melhoria da estrutura e troca do telhado; reforma geral dos sanitários internos, copa, sala de administração, depósito, sala sem uso, hall da entrada principal e hall da escada interna; troca do piso salão principal e demais salas internas; reforma e pintura do forro do salão principal; implantação de divisas/forros em gesso (bancas e boxes); sistema de proteção a incêndio; sistema de ar-condicionado e instalação de decks.

O trabalho está concentrado, neste momento, na área externa da rua Jorge Tibiriçá, com feitura de estacionamento e calçadas. As próximas etapas são conclusão da reforma de câmaras frias e pintura geral do prédio.

Em paralelo à obra, o Mercadão vem passando por reorganização e padronização do uso de seus espaços, tendo em vista o conforto, a segurança e a atratividade de público. O ponto de encontro tem 26 pontos comerciais ativos - outras 9 concessões deverão ser licitadas, em breve - e recebe um público mensal de 20 mil pessoas, que vêm, inclusive, de cidades vizinhas como Potirendaba, Nova Granada, Mirassol, Guapiaçu, Cedral e Uchôa.

Por conta da pandemia de coronavírus, estão sendo adotados todos os protocolos sanitários de prevenção, incluindo controle de público e distanciamento físico entre as pessoas.

Texto: Marcella Moreira

Fotos: Fabrício Spatti e Marcos Morelli










Aqui: Gastronomia - 46