RETOFIT LATAM


RETOFIT LATAM

Empresa investe em reconfiguração das aeronaves

SEM LEGENDA

A LATAM MRO (sigla para Maintenance, Repair and Overhaul, ou Manutenção, Reparo e Revisão Geral), unidade de manutenção do Grupo LATAM, está retomando neste trimestre, em sua unidade de São Carlos/SP, o plano de reconfiguração e modernização dos interiores das cabines de aeronaves, o chamado retrofit. O projeto prevê a reformulação do interior das aeronaves Airbus A320 e A321 e vem ao encontro de fortalecer a experiência do cliente, fazendo com que a Latam saia ainda mais forte da crise gerada pela pandemia.
Com a retomada do projeto, até setembro de 2022, serão reformuladas as cabines de 30 aeronaves Airbus A320 e A321 da frota LATAM Brasil, além de mais 44 aviões do mesmo modelo pertencentes às frotas das demais afiliadas do Grupo LATAM.  Para esta nova etapa, a LATAM MRO em São Carlos-SP já contratou 80 profissionais, a maior parte mecânicos aeronáuticos, e prevê mais 100 admissões até o final do ano. “A retomada do projeto de retrofit na LATAM MRO é um claro indício de que voltamos a competir de forma mais agressiva no mercado brasileiro, com um produto mais moderno e eficiente para os nossos clientes”, afirma Alexandre Peronti, diretor de Manutenção da LATAM Brasil.
A reformulação das cabines das aeronaves do Grupo LATAM é o maior investimento da história da companhia (cerca de US$ 400 milhões), sendo que metade deste montante foi alocado na operação da LATAM Brasil. A empresa prevê concluir o projeto até setembro de 2022, pois considera essa transformação fundamental para oferecer ao cliente uma experiência única a bordo e a padronização da frota, com design moderno, mais tecnológico e criando uma nova experiência para clientes da classe Premium Economy (com mais espaço para as pernas e separação da cabine).
O processo de retrofit nas oficinas da LATAM MRO envolve a desmontagem completa da cabine da aeronave, troca de todas as poltronas, troca do lavatório e galley (cozinha do avião), além de reforços estruturais necessários para a nova configuração interna. É também instalado um sistema chamado “in seat power”, que garante um ponto de alimentação de energia elétrica para cada poltrona da aeronave, além de um sistema chamado “direct view”, que consiste em uma câmera de monitoramento da cabine de passageiros durante pousos e decolagens, garantindo a sua segurança.
A escolha da unidade de São Carlos para concentrar o projeto de retrofit do Grupo LATAM não se deu por acaso. A cidade do Interior Paulista é conhecida por ser um polo tecnológico no Estado, com duas das mais importantes universidades brasileiras e, portanto, com capacidade para fornecimento de mão-de-obra especializada.

SEM LEGENDASEM LEGENDA








Aqui: NOTÍCIAS - 34